Confirmado o Primeiro Caso de Varola dos Macacos na regi縊 de S縊 Jos do Rio Preto

Sade | 18/07/2022 | Por Reda鈬o

Publicidade

Um caso de varíola dos macacos (Monkeypox) foi confirmado pela Prefeitura de Bady Bassitt (SP) e também pelo estado. O caso foi divulgado nesta segunda-feira (18). Este é o primeiro registro da doença no noroeste paulista.

Segundo a nota divulgada pelo município, trata-se de um homem de 33 anos que viajou recentemente para a Argentina e São Paulo.

No dia 12 de julho, o paciente apresentou sintomas da doença e procurou atendimento no posto de saúde de Bady Bassitt, mas foi encaminhado ao Hospital de Base de Rio Preto e submetido a exames que confirmaram a doença.

Ainda de acordo com o município, o paciente está isolado, em tratamento domiciliar e é monitorado pela equipe da Saúde da cidade.

A Secretaria de Estado da Saúde, que confirmou o registro na cidade, sendo este o primeiro da região, disse que o estado contabiliza 304 casos confirmados da doença. São 260 na capital paulista e os demais no interior.

Em nota, a secretaria afirmou também que todos os pacientes apresentam boa evolução do quadro e são acompanhados pelas vigilâncias epidemiológicas dos respectivos municípios, com apoio do Estado.

 

A doença

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o vírus da Monkeypox faz parte da mesma família da varíola e não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos.

A transmissão ocorre entre pessoas e o atual surto tem prevalência de transmissão de contato íntimo e sexual, ainda de acordo com a secretaria.

 

Confira os principais sintomas da doença:

- Lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus;

- Caroço no pescoço, axila e virilhas;

- Febre;

- Dor de cabeça;

- Calafrios;

- Cansaço;

- Dores musculares.

 

Prevenção

- Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele;

- Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença;

- Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel;

- Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais;

- Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes.

 

Fonte: Portal G1 Rio Preto

Publicidade
Desenvolvido por